Thursday, July 05, 2007

No centro dos links


Este blog, Livri, funciona como uma espécie de 
 "central de links" para publicações de minha autoria, 
na internet ou impressas, em livros ou não.
No próximo espaço, a lista dos links.


Livri é também um conceito específico de publicação. 
Não é um BLOG típico, é um LIVRI, um "livro livre na internet".
(A pronúncia é "livrí", como saci, caqui, gibi etc)
Livri é um blog que contém um assunto fechado,
como se fosse um pequeno livro,
em vez de posts periódicos (leia
mais adiante).

Para entrar em contato, 

acesse o perfil Guina Ramos no Facebook 
ou utilize o e-mail guinaramos@gmail.com

Thursday, June 29, 2006

A série Livri... e alguma coisa mais

LIVRI
O livro livre na Internet

(clique com o lado direito do mouse e escolha "abrir nova janela")
.
o primeiro livri, fotos e textos



um poema-romance, em fotos e textos


um passeio premiado pelo bairro mais charmoso do Rio


incluindo o finalista do Contos do Rio/Prosa & Verso/O Globo, 2006

incluindo o 5o. lugar no
XVI Concurso Nacional de Contos José Cândido de Carvalho, 2006

 
com o conto vencedor do
Concurso Literário Teixeira e Souza (Cabo Frio-RJ, 2007)


a história do projeto de livro, fotos & textos

 
 


8 > Esses Sexos...
para os que gostam de sexo (e até para os que praticam)




---

Outras publicações na Internet >
1 > Vida Lida o que leio da vida e o que lêem de mim



2 > A série A História bem na Foto,
com fotos e depoimentos
de grandes fotojornalistas brasileiros







 

3 > A Foto Histórica
(e suas histórias) no Brasil

Projeto contemplado com o
Prêmio Funarte Marc Ferrez de Fotografia - 2010




 




---
E as publicações em livro:

apresentando o livro "Apoena – o homem que enxerga longe” 


2 > Rio de Amores
livro de contos com dois bons e justos motivos:
o
amor
e o Rio de Janeiro


 

3 > O Jogo do Resta Um
Romance sócio-antropológico
quase histórico, pouco político,
meio filosófico, muito econômico






E, a partir de 2013, pela




4 > "2112 ...é o fim!"
O Brasil caindo nos crônicos contos de um futuro mal passado...    




5 > Rio de Amores (uma versão enxuta de Rio de Amores)
Reminiscências e elucubrações sobre a arte e a prática do fotojornalismo


Livr-i, o conceito original

“A pronúncia de livr-i é, proponho, ‘livri’, pelo menos em português...
O termo tem por base, obviamente, as palavras livro e livre, não necessariamente nessa ordem...
Em lugar do e, de evidente referência ao meio eletrônico, entra, ao estilo da língua local, como um sufixo, a letra i, que simbolizaria, então, a Internet.
Basicamente, um livr-i é um pequeno livro (poderia ser grande...), editado, de alguma maneira (cada um saberá como...), no espaço virtual, a popular Internet.
E pronto.”

Agora é Livri!

Livr-i é livri.
O hífen não ligaria mais os conceitos do que o simples contato entre as letras.
Na verdade, confunde a leitura e complica a pronúncia.
Simplicidade: sai livr-i, entra livri.
A idéia continua a mesma...

Editorial livri

Livri é uma atitude de mudança. Em vez de esperar uma “descoberta” imersa em impossibilidades, é hora de abrir a capa (digo, a gaveta...) e pôr pra fora o que se tem pra mostrar. Os meios mudaram, as percepções também. Afinal, a Internet é a maior página em branco de que se tem notícia e, melhor, vem com o selo do correio incluso...
Livri é um ato de desistência. Chega de, pelo menos como iniciativa individual, tentar publicar livros de fotos & textos por meio das leis de incentivo fiscal reinantes. Investidas marketológicas não são de minha competência... Feitas as tentativas devidas (as possíveis), todas ridiculamente defenestradas, melhor poupá-los dessa inocência: captação e patrocínio são coisas para os profissionais do mercado, essa selva sem lei.
Livri é um ato de resistência. Publicar é preciso, faturar não é preciso!... Viver, sim, que não há coisa mais necessária, mas lucrar sobre o coletivo faz parte de uma outra questão (moral?...). Resta (é o que me resta) democratizar a própria arte. Contra o vício do processo, a virtude do produto!
A pretensão é promover uma série de publicações digitais na Internet, utilizando, a princípio, o formato blog, sua mais fácil forma de edição, ao que me consta...
Os livris apresentarão trabalhos de foto & texto, os fotextos (que já andaram circulando por aí com a série Personagem). Serão editados de forma fechada, sem acréscimos posteriores (fora os comentários dos leitores e/ou do autor), embora (graças aos recursos do meio) caibam correções, o que dispensa novas edições...

Circulação livri

Cada livri publica obras na forma de fotextos, fotos com seus respectivos textos (que talvez possam ser chamados poemas...), apresentados em seqüência direta, ao contrário do normal em blogs, o que permite leitura sensata da obra. Idéia que Alex Topini mostrou ser viável (agradeço!) na altamente recomendável revista Palavril.
Outros trabalhos do autor sob a forma de fotextos, da série Personagem, podem ser vistos em
versão interativa, em vídeo ou como fotextos avulsos em Palavril 3 e 4.
Todos disponíveis em computadores ligados à Internet, embora não se saiba como muita gente vai chegar até eles...

Querendo ter uma parte (ou o todo) de qualquer livri, basta usar o recurso “copiar” e salvar no computador.
A versão impressa pode ser obtida clicando no ícone “impressora”.
O autor conta com (e agradece) a colaboração dos leitores no repasse a seus respectivos contatos.


Obra disponível nos termos das diretrizes da licença 2.5 – Brasil de Creative Commons.

Serviço livri

A publicação de um livri é simples.
Utiliza a estrutura de um blog, mas os textos estão em ordem direta, do início ao fim.
Sendo uma espécie de livro, supõe-se que tenha sido organizado e redigido antecipadamente.
Assim, para publicar, basta preparar a seqüência à parte (por exemplo, no Word) e copiar, item a item, para os respectivos posts, começando pelo último e indo até o primeiro.